Mudança na extensão dos pacotes do Slackware

Em 8 de maio deste ano, o Patrick anunciou a mudança nas
extensões dos pacotes do Slackware, de tgz para txz.
Mais do que uma mutança na extensão, foi mudado o
compactador dos pacotes no Slackware, removendo o tradicional gzip
para o uso do xz.

A mudança é transparente para os usuários do
Slackware, mas para a distribuição, esta atitude
permitirá que o Slackware continue a ser distribuído
em um DVD de 4.7GB, ainda por muito tempo. Para se ter uma ideia, a
última versão do Slackware (12.2) ocupa 3.9GB em
tgz. Se compactada pelo xz, espera-se que ocupe algo entre 2,8GB a
3,1GB.

No momento, a versão current, com todas as
atualizações e novos pacotes, ocupa não mais que
3,6GB, ou seja, 400MB menos que a versão anterior. A diferença
somente não é maior pois 2,0GB destes pacotes são
de fontes, as quais geralmente são distribuídas em
bzip2.

O xz utiliza o algoritmo de compactação lzma,
que é utilizado por padrão pelo utilitário
7-zip. Em suma, ele permite a compactação de arquivos em

até três vezes menos tamanho que o gzip, além de uma descompactação
relativamente rápida.

No Changelog
da distribuição, o Patrick apresenta uma comparação
na compactação com o gzip e o xz do pacote de fonte do
kernel Linux , que descompactado ocupa 339.722.240 bytes. Fiz
mais alguns testes para ter uma ideia melhor da questão. Segue
abaixo a tabela de com as comparações:

Compact.

Tempo de

compact.

em segundos

Tempo de

descompac.

em segundos

Comparação

no tempo de

descompressão

Tamanho

Compactado

em bytes

Compact./

relação ao

original

Compact./

relação ao

gzip

gzip

24,148s

3,716s

100%

74.479.700

21,9%

100%

bzip2

1m48,430s

23,528s

633%

57.805.912

17,0%

77,6%

xz

5m49.511s

6,510s

175%

49.150.104

14,5%

66,0%

Como observado na tabela acima, o xv é muito lento na
compressão, se comparado ao bzip2 e ao gzip. Isto não
irá interferir no usuário do Slackware, a menos
que este esteja fazendo seus próprios pacotes. Na
descompactação, o xz é quase tão rápido
quanto o gzip, enquanto que o bzip2, levou até seis vezes mais
tempo neste aquivo de teste. Na taxa de compressão, o xz
superou a todos os compactadores, sendo 9% superior ao bzip2 e 34%
superior ao gzip.

Quanto ao consumo de memória na descompactação,
o gzip chegou a requisitar 4MB, em uma máquina comum, enquanto que
o bzip2 algo em torno de 9MB, aproximadamente o dobro do gzip. Já
o xz, consumiu quatro vezes mais memória que o gzip,
aproximadamente 16MB, mas ainda assim é um consumo modesto se
comparada às memórias das máquinas atuais e o
benefício do gando no desempenho da Taxa de Compactação.

Esta combinação de baixo tempo de descompactação,
alta taxa de compressão e baixo consumo de memória, é
que faz do xz um ótimo candidato a compressor de pacotes para
o Slackware.

Uma outra questão levantada na ocasião, foi quanto a
possibilidade do Slackware criar uma extensão própria,
como a exemplo da Debian (.deb) e da Red Hat (.rpm),
mas esta sugestão já foi descartada pelo Patrick, pois
acredita que é mais transparente manter o nome da extensão,
como uma abreviação do processo de empacotamento do
pacote (tar + xz = tgz, em acordo com o princípio KISS).

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s