Como criar e manter um mirror do Slackware em seu próprio micro

Muitas pessoas, como eu, administram várias máquinas e necessitam instalar várias vezes o sistema operacional. Ao invés de buscarmos os pacotes de instalação/atualização em cds ou diretamente na net, por que não termos um repositório pessoal em um micro nas nossas redes?

Algumas das vantagens de termos um repositório pessoal são listadas abaixo:

* O mesmo pacote não necessita ser baixado duas vezes na net;
* Atualizações de versão do repositório são extremamente rápidas, pois apenas são baixados os pacotes novos;
* Para os viciados na versão Current, o mirror pessoal pode ser sincronizado com ele também.

Bem, chega de papo e vamos ao que interessa. Para sincronizarmos o mirror, utilizaremos o rsync que vem na série N do Slackware.

Uma vez instalado o rsync, podemos executar o seguinte comando:

#####################################################

rsync -vazP –delete-after –partial-dir=.partial-dir \
–exclude=pasture –exclude=source –exclude=testing \
–delete-excluded \
–filter=’+ */’ \
–filter=’+ **/aspell-0*’ \
–filter=’+ **/aspell-pt*’ \
–filter=’- **/aspell*’ \
–filter=’+ **/kde-i18n-pt_BR*’ \
–filter=’- **/kde-i18n*’ \
–filter=’+ **/koffice-l10n-pt_BR*’ \
–filter=’- **/koffice-l10n*’ \
rsync://slackware.mirrors.tds.net/slackware/slackware-12.0/
/suse/slackware-12.0
echo
sleep 2
echo ” ………………. ”
clear
echo
echo
echo ” MIRROR ATUALIZADO COM SUCESSO !!!!!!! ”
echo ” MIRROR PRONTO PARA SEU UPRGADE !!!!!!! ”
sleep 3
echo
#####################################################

Este comando cria um diretório chamado slackware-12.0 na pasta atual com o conteúdo do servidorrsync://slackware.mirrors.tds.net/slackware/slackware-12.0/ e utiliza alguns filtros:

* É permitida a continuação de downloads quebrados;
* Pasture, Source e Testing são excluídos;
* Apenas os pacotes de internacionalização pt-BR do aspell, kde e koffice são baixados, impedindo assim o download de outras línguas que não nos interessam.

É interessante observar que esse comando deve sempre ser chamado de dentro do diretório pai do slackware-12.0, senão ele não encontrará os pacotes para verificação/atualização e criará outro repositório. Atente também para o fato de que o mirror pode ser modificado. Procure por outros mirrors em http://www.slackware.com/getslack/.

Daqui por diante basta compartilhar a pasta via ftp, nfs ou como você achar melhor e configurar o slackpkg para buscar pacotes em seu mirror oficial-personalizado-proprietário-power-mega-blaster.

Slackware

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s